Undime Nacional

10º Forum Extraordinário 2016 - Inscrição Aberta.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016


Atenção - Já esta disponível as inscrições para participação no 10º Fórum Extraordinário "Educação Municipal: Os desafios e as politicas educacionais frete as metas dos planos de educação para 2023". clique aqui.

Inscrições ate dia 22/02/2016 - 01 inscrição por município.

Caros Secretário(a)s,

A Undime-MT estará realizando seu 10º Fórum Extraordinário nos dias 09, 10 e 11 de Março de 2016, Com abertura no Salão Nobre do Palácio Paiaguás e continuidade no Hotel Fazenda Mato Grosso, conforme programação. clique aqui , baixe o convite clique aqui

Neste sentido, informamos que a taxa de inscrição para os municípios adimplentes é R$ 200,00 (Duzentos reais) por pessoa e para os municípios inadimplentes é R$ 400,00 (quatrocentos reais por pessoas). Salientamos, que este Fórum é de suma importância para o fortalecimento da Entidade, e a participação de todos mostra a união do grupo, conquistando respeito e atenção.

Contamos com a presença de todos (as).

Edital de Convocação de Empresas Candidatas - 2016


EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EMPRESAS CANDIDATAS A ESTABELECEREM PARCERIA COM A UNDIME/MT
EDITAL DE CONVOCAÇÃO N.º 001/2016 – UNDIME/MT

Processo de Seleção de Empresas Parceiras nº 001/2016 – UNDIME/MT

O presente Edital de Convocação tem como objeto selecionar empresas para firmar parceria com a União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso – Undime/MT, estabelecendo regras para que estas possam credenciar-se a participar do 10º Fórum Extraordinário da UNDIME/MT “Educação Municipal: Os desafios e as políticas educacionais frente às metas dos planos de educação para 2023”. Para tanto, será celebrado Termo de Parceria que detalhará tais regras e estabelecerá os direitos, as obrigações das partes e as contrapartidas, tudo conforme o Termo de Referência deste Edital e de acordo com o Estatuto e o Regimento da Undime/MT.

Edital: clique aqui,

Programação: Clique aqui.

O currículo escolar na Austrália

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Educação infantil será a grande prioridade do PAR em seu novo ciclo, a partir deste ano

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016



 Tema da primeira meta do Plano Nacional de Educação (PNE), a educação infantil é também a grande prioridade do Plano de Ações Articuladas (PAR) este ano. O novo ciclo do PAR, que começa em 2016 e segue até 2019, foi lançado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, nesta quarta-feira, 27, em coletiva de imprensa. Novos projetos de creches e pré-escolas serão desenvolvidos a partir de agora. São as chamadas creches verticais, que devem possibilitar aos municípios brasileiros com limitações de terreno – especialmente as grandes cidades – a construção de novos equipamentos educativos. “Há uma imensa demanda de espaço para creches por parte dos gestores. Por exemplo, o esforço que o MEC fez em parceria com a prefeitura de São Paulo no ano passado. Nós colocamos 50 mil crianças na educação infantil no ano passado, 200 creches nós inauguramos na cidade de São Paulo. No entanto ainda faltam 60 mil crianças”, explicou Mercadante. leia mais...

Educação aprova projeto que destina recursos do Fundeb a pré-escolas comunitárias

A Comissão de Educação aprovou o Projeto de Lei (PL 1808/15), que admite o cálculo das matrículas de pré-escolas comunitárias, confessionais ou filantrópicas na distribuição dos recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) até o cumprimento integral das metas estabelecidas no Plano Nacional de Educação (Lei 13.005/14). A Constituição determina a educação básica para a faixa de 04 a 17 anos até 2016. Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), das 4.860.481 matrículas, 1.217.250 (25%) são em instituições privadas. A relatora, deputada Dorinha Rezende Seabra (DEM-TO), recomendou a aprovação do texto. Ela apresentou nova versão na qual acrescenta que a medida deve oferecer igualdade de condições para o acesso e permanência na escola e atendimento educacional gratuito a todos os seus alunos. Ela também sugere que seja assegurada a destinação do patrimônio de uma escola a outra, com atuação na mesma etapa ou modalidade em caso de encerramento das atividades, e que atenda a padrões mínimos de qualidade definidos pelo órgão normativo do sistema de ensino. leia mais...

Olimpíada de Astronomia e Astronáutica abre inscrições para 19ª edição


A comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e da Agência Espacial Brasileira (AEB) abriu esta semana inscrições de escolas públicas e particulares de todo o país para a décima nona edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). No ano passado, o evento reuniu 837 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio de quase dez mil escolas. “Vamos ver se conseguimos ultrapassar essa marca”, disse hoje o astrônomo João Batista Garcia Canalle, coordenador nacional da olimpíada e professor do Instituto de Física da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Na última edição da OBA foram distribuídas 46 mil medalhas, aumento de 7% na comparação com 2014. “Todo mundo gosta de ganhar medalha. Na educação também. O incentivo e a premiação são fundamentais”, afirmou Canalle. Segundo ele, embora o número de medalhas concedidas no ano passado seja grande, elas representaram apenas 5% de alunos premiados. "Mesmo assim, dá para fazer a festa em muita escola.” lei mais...

Comissão aprova mudança no cálculo do custo-aluno da rede escolar pública

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou projeto que atualiza a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB - Lei 9.394/96) para obrigar a União a incluir todo o ciclo básico educacional (ensino infantil, fundamental e médio) no cálculo do custo mínimo por aluno (PL 5344/09, do Senado). O custo mínimo refere-se ao custo anual que o governo considera para manter um aluno na rede pública de ensino. O valor é regionalizado e transferido para estados, Distrito Federal e municípios. Atualmente, a LDB exige que o valor do chamado Custo Aluno leve em conta apenas o ensino fundamental. A mudança aprovada na comissão é apenas de forma, pois, na prática, a lei que criou o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb - Lei 11.494/07) já exige que o Custo Aluno inclua todas as etapas da educação escolar. leia mais...

Estados e municípios poderão construir creches em escolas que já existem



 Sem tempo hábil de construir prédios para creches e pré-escolas para atender a toda a demanda do país, o Ministério da Educação (MEC) oferece a estados e municípios a opção de construir espaços voltados para atender a crianças de 4 e 5 anos em escolas que já existem. Oferecer educação para crianças de até 5 anos será prioridade nos investimentos da União em estados e municípios, diz o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Por lei, pelo Plano Nacional de Educação (PNE), o Brasil terá que incluir ainda este ano 600 mil crianças em pré-escolas. leia mais...

Censo Escolar - 2ª etapa da coleta terá início em 15 de fevereiro


 

 O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) dá início em 15 de fevereiro de 2016 à segunda etapa do Censo Escolar de 2015, a partir do módulo Situação do aluno. A fase tem por objetivo coletar informações de rendimento (aprovação, reprovação e abandono escolar). A data de começo da coleta, prevista anteriormente para 1º de fevereiro, foi alterada por meio da portaria 43, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 28. Esta etapa prosseguirá até 1º de abril de 2016. Os dados estarão disponíveis para conferência dos gestores estaduais e municipais de educação em 15 de abril, no sistema on-line Educacenso. A partir dessa data, as escolas terão 15 dias para conferir ou corrigir as informações, caso necessário. leia mais...

Prêmio Vivaleitura: inscrições abertas

A 8ª edição do Prêmio Vivaleitura está com inscrições abertas. Os interessados em participar têm até o dia 13 de março. As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas exclusivamente pela internet, por meio do do portal do Prêmio. Oficialmente, as inscrições foram abertas a partir da publicação do edital no Diário Oficial da União (DOU) na última sexta-feira (29). Este ano, o Vivaleitura irá premiar, com R$ 25 mil cada, quatro iniciativas de promoção de leitura. O Prêmio Vivaleitura foi criado em 2006, como desdobramento do Ano Ibero-Americano da Leitura. É uma ação conjunta do Ministério da Cultura (MinC) e do Ministério da Educação (MEC) e integra o Plano Nacional de Livro e Leitura (PNLL). O objetivo da iniciativa é estimular, fomentar e reconhecer as melhores experiências que promovam a leitura. Nesta edição, o Vivaleitura selecionará os melhores trabalhos de todo o Brasil em quatro categorias: Biblioteca Viva; Escola Promotora de Leitura; Território da Leitura; e Cidadão Promotor de Leitura (pessoa física). leia mais...

Novo ciclo do PAR já está disponível



 O novo ciclo do Plano de Ações Articuladas (PAR) já está disponível no Simec. Segundo o Ministério da Educação (MEC), o sistema está mais completo e foi estruturado em consonância com o Plano Nacional de Educação (Lei 13.005/ 2014). O anúncio do novo ciclo foi feito na semana passada em evento realizado em Brasília (DF), na sede do Ministério. A Undime participou da solenidade. Clique aqui e leia mais sobre o assunto. De acordo com o MEC, esse ciclo do PAR conta com uma nova interface no Simec. A ideia é que a utilização dela seja mais fácil, já que contém informações úteis para o diagnóstico das redes e, consequentemente, para o aprimoramento da gestão da educação nos estados e municípios. leia mais...

Undime promove seminário para debater a Base Nacional Comum Curricular

terça-feira, 26 de janeiro de 2016



A Undime promoveu nos dias 20 e 21 de janeiro, o seminário “Base Nacional Comum Curricular em debate: desafios, perspectivas e expectativas”, com a participação do Conselho Nacional de Representantes, diretoria executiva e secretarias executivas das seccionais de todo o país. Ao final da reunião, os dirigentes e representantes das seccionais da Undime aprovaram documento com as contribuições ao documento preliminar da BNCC, apresentado pelo Ministério da Educação (MEC) em setembro do 2015. leia mais...

Assista à videoconferência sobre piso salarial!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Assista à videoconferência sobre piso salarial!
O piso salarial nacional acaba de ser atualizado e, pela lei, deve ser o valor mínimo pago aos profissionais do magistério da Educação Básica pública.
Você e sua equipe têm dúvidas sobre o assunto?
Então escreva quais informações gostariam de saber emhttp://bit.ly/videoconferenciapiso
Suas questões serão respondidas na videoconferência AO VIVO com Carlos Eduardo Sanches, especialista do Conviva Educação, dia 28 de janeiro, às 14h.
Esperamos por você!